Arquivo de Novembro, 2010

#18 Ponte da Vagueira


GeoTagged, [N40.55953, E8.75635]

Hoje foi dia de serviço externo no trabalho e as obrigações trouxeram-me até Aveiro, Barra e Costa Nova. Passei pela Vagueira e resolvi adicionar mais uma ponte à colecção. E porquê esta? Porque bem perto fica o Ei, onde resolvi almoçar e matar saudades de um fabuloso hamburguer!

Anúncios

#17 Ponte 25 de Abril

Os motivos para escolher a Ponte 25 de Abril (Ponte Salazar ou Ponte Sobre o Tejo) como uma das mais belas obras da Engenharia Portuguesa (e Norte Americana também!) são desde o seu prazo de execução, ao seu valor final, passando pela solução estrutural e pela sua dimensão. Destaco as 14 empresas envolvidas na sua construção assim como os 2.185.000 homens x dia envolvidos na sua execução! Outras características a destacar:

 

Comprimento do vão principal – 1.012,88 m

Distância entre amarrações – 2.227,64 m

Altura livre acima do nível de água – 70,00 m

Altura das torres principais acima do nível da água – 190,50 m

Diâmetro dos cabos principais – 58,60 m

Profundidade do pilar principal sul abaixo do nível da água – 80 m

Profundidade do pilar principal sul abaixo do nível da água – 35 m

Aço trabalhado e montado – 72.600 ton

Betão utilizado na construção – 263.000 m3

Terras e rochas removidas – 6.500.000 m3

#14.1 Conduril, Prémios e Méritos

in Conduril – Prémios e Méritos

#16 Ponte de D. Zameiro

Ponte com origens romanas, localizada em Bagunte – Vila do Conde. Passei por ela há uns anos atrás devido à necessidade de se intervir na sua reabilitação. Tenho de voltar a passar por lá para ver a sua nova vida!

“(…) É uma estrutura de apreciáveis dimensões mas heterogénea, composta por oito arcos de volta perfeita, assimétricos entre si, existindo alguns de vão mais amplo, cujo ponto de maior elevação é imediatamente abaixo do tabuleiro, e outros de menores dimensões, sobressaindo a sua abertura pouco acima do leito do rio. Entre eles, existem talhamares a montante, de perfil triangular, e talhantes a jusante, de secção quadrangular, elementos que desviam o curso das águas e reforçam os pontos de apoio da ponte. O aparelho é regular e revelador de uma relativa qualidade construtiva, dispondo-se em fiadas horizontais, ainda que os silhares apresentem grandes diferenças entre si. As aduelas dos arcos, pelo contrário, são bastante homogéneas, de desenho fino e comprido, sendo mais um elemento que comprova a qualidade da obra medieval. (…)”, in Ícones de Portugal

#15 Ponte Internacional de Valença

Esta ponte fazia as minhas delícias quando a atravessava. O significado é pessoal mas posso adiantar que faz recordar essencialmente as idas a Tuy adquirir enormes quantidades de chocolates! Mas as esperas na fronteira eram infernais… Hoje quase que se tornou esquecida…

“(…) As despesas foram repartidas pelos dois países da seguinte forma : Portugal pagou 101 597 000 réis e a Espanha 104 168 010 réis. As obras começaram em 15 de Novembro de 1881 sendo benzido o lançamento da primeira pedra nesse mesmo dia pelo Bispo de Tiiy, D. Juan Maria Valero Nacarimo. As obras de construção terminaram em 10 de Outubro de 1884.

A pedra aplicada na ponte veio de Lanhelas e de Guilharey em Espanha e foram empregues 1 540 365 kg, de ferro. Composta por dois tabuleiros, o superior para transportes ferroviários e o inferior para rodoviários e peões, a ponte é constituída por 5 tramos de ferro – 3 centrais de 69 m e dois laterais de 61,5 metros. O comprimento total, incluindo os viadutos sobre as margens é de 400 metros. (…)” in Viana Trilhos


#14 Conduril, pela terceira vez…

E pela terceira vez consecutiva, a Conduril ganha o prémio de melhor empresa de Construção, atribuído pela revista Exame. O orgulho e incentivo merecido!

#13 Ponte de Lanheses sobre o Rio Lima

Ponte sobre o Rio Lima que une Lanheses a Moreira de Geraz do Lima, (também conhecida como Ponte de São Cristovão ?). Mais um projecto da autoria do Professor Edgar Cardoso mas que já sofreu diversas intervenções de reabilitação, essencialmente ao nível das suas fundações.

Anúncios