#20 Ponte de Ponte de Lima

Numa das mais belas vilas de Portugal subsiste uma das mais belas pontes do país, a Ponte sobre o Rio Lima. A destacar as suas particularidades visto tratar-se não de uma mas de duas pontes…

“Monumento Nacional de primeira grandeza é a medieva ponte que atravessa o leito do Rio Lima, ao largo da vila minhota de Ponte de Lima. Esta ponte e este rio – que estão na origem do nome da povoação que o margina – sempre se revelaram importantes vias de comunicação do Alto Minho.
A ponte, que estabelece a ligação entre a parte central do burgo e o Bairro de Além-da-Ponte, seria reconstruída cerca de 1362. A sua estrutura é composta por 24 arcos, com o troço inicial construído sobre um velho braço do rio e que actualmente se encontra assoreado – vestígios materiais de uma anterior ponte romana que ligava o eixo viário entre Braga e a cidade espanhola de Astorga. Este trecho inicial da ponte romana, que se localiza na margem direita do leito do rio, foi edificado no tempo do imperador Augusto.
Os romanos e bem aparelhados arcos de volta perfeita contrastam vivamente com os restantes 16 arcos quebrados, que sustentam grande parte do estreito tabuleiro de circulação. Estes arcos góticos trecentistas, intercalados por olhais, estão assentes em excêntricos talha-mares graníticos que se assemelham a diminutas e pontiagudas proas de um barco.”

Ponte Medieval de Ponte de Lima. In Infopédia. Porto: Porto Editora, 2003-2010. [Consult. 2010-12-08]

“Ponte lançada sobre rio, formada por 2 troços distintos, um romano e outro medieval. O troço medieval, com tabuleiro rampante muito suave, assenta sobre 15 arcos quebrados à vista (um deles ainda com soleira), com talha-mares de forma prismática a montante encimados por olhais também de arco quebrado.

Parapeito com alvéolos marcados e, sensivelmente a meio, na guarda a montante, cruzeiro de coluna facetada, cruz latina de braços em flor-de-lis e escudo no capitel. Pavimento lajeado e com ralos de escoamento para as gárgulas, de canhão, que se dispõem irregularmente.

A Norte subsiste base de uma das torres que a fortificava, de planta quadrangular, e com base avançando para jusante. Tem erguida “alminha”, de planta rectangular, de frontespício revestido a azulejos, ladeado por aletas e encimado por frontão curvo com cobertura de telha coroada por pináculos e cruz.

À torre liga-se o troço romano, muito simples, de tabuleiro rampante assente sobre 7 arcos a pleno centro e quebrado, dispostos irregularmente e de diferente vão. Um deles está encoberto a montante pelo maciço onde assenta a igreja de Santo António e um outro, a jusante, está entaipado. Parapeito marcado por alvéolos.”

Ponte de Lima – Ponte Romana. In VianaTrilhos. [Consult. 2010-12-08]

Anúncios
  1. Da-me enorme prazer conhecer lugares encantadores e lindos.Por mim fa-lo-ia de forma mais presente mas infelizmente nao possuo tempo para concretizar o belo sentimento e alegria que me suscitaria.Conheco muito bem Ponte de Lima. .disse…….PONTE LIMA….Tao boas e algumas tao mas recordacoes…e uma vila simpatica de gentes simpaticas.Boa fotografias……..

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: